• busca
  • Relogios

    Alexandre Taleb: Um Homem de Estilo

    Confira a matéria que saiu na Go Where Magazine comigo:

    O consultor de imagem e digital influencer Alexandre Taleb é referência quando o assunto é moda e comportamento masculino. Aos 47 anos, já assessorou várias personalidades, como Roberto Justus, o ex-jogador de futebol Cacá e o apresentador Otávio Mesquita, além de inúmeros executivos de alto escalão. Nesta reportagem, ele fala sobre sua trajetória profissional e revela o segredo para sempre andar na linha.

     

    ale - Alexandre Taleb: Um Homem de Estilo

     

    Ter passado a infância na loja de tecidos de seus pais, na Rua 25 de Março, influenciou sua paixão pela moda?

    Acredito que as pessoas nascem com um dom próprio. Por exemplo, o médico nasce com o dom da Medicina, o advogado de defender os outros, e a gente estuda para aperfeiçoar esse dom. Eu nasci com o dom de trabalhar com moda, e ele foi aflorando durante os 25 anos que meu pai teve loja de tecidos. Minha mãe levava meu irmão e eu para ajudarmos a cortar os tecidos, e eu adorava ouvir meu pai explicar sobre as cores e texturas de cada um deles, porque um era mais caro e nobre do que o outro. Mas meu irmão, que participou das mesmas experiências, seguiu outra carreira. Então, claro que influenciou, mas não foi só isso… Nasci com o dom!

     

    Seu primeiro contato com moda foi no comércio popular e, hoje, você é considerado expert no mercado de luxo… 

    Na época em que meu pai tinha loja, a 25 de Março não era uma região de comércio popular. Vendíamos no atacado e a maioria dos clientes era lojistas que vinham do Sul, mulheres chiques, donas de confecções. Consequentemente, eu tinha contato com pessoas da alta sociedade. Anos depois, em 2010, fiz um curso sobre moda, e foi durante ele que a personal stylist Manu Carvalho sentou ao meu lado e disse que eu era muito estiloso, que deveria fazer o curso da Helena Buradov, uma das melhores stylist do mundo e que vinha de Israel para São Paulo uma vez ao ano. Eu me matriculei e, já no primeiro dia, descobri que era aquilo que queria para o resto da minha vida.

     

    Como define seu trabalho de consultor de imagem? 

    Eu cuido diretamente da imagem que meu cliente transmitirá no trabalho e por onde passar. Assessoro e aconselho não só a parte do vestuário, mas a maneira de se portar, a imagem que projeta aos outros, como dar um sorriso, apertar a mão ao cumprimentar ou atender cliente, como se vestir atemporalmente dentro de uma empresa. Um consultor de imagem precisa saber o que está na moda para poder levá-la a todos, até aos mais tradicionais.

     

    Você concorda que a primeira impressão é a que fica? 

    Sim. Sabemos que em menos de um minuto de interação com a pessoa você já tem uma percepção em relação a ela. Se for positiva, você vai se lembrar dela com essa imagem, e se for negativa ou de recusa, provavelmente, você não terá uma segunda chance para ter uma imagem boa dela. Por isso, sempre falo que, independentemente do lugar que vá, seja uma balada ou uma reunião, devemos estar com a imagem adequada. E isso não significa gastar dinheiro! Imagem adequada é estar com uma roupa certa para o seu corpo e com as cores certas.

     

    Ser elegante é sinônimo de ter estilo?

    Ser elegante também é saber como se sentar, parar de falar na hora certa, é saber dar a mão para uma pessoa, deixar uma mulher passar na sua frente. Isso faz parte da elegância, independentemente do estilo.

     

    Os homens estão cada vez mais vaidosos. E você, o quanto é vaidoso?

    Confesso que já fui muito mais. Tinha uma época em que eu repassava a camisa na hora de sair e não deixava as pessoas me abraçarem para não amassar. Hoje percebo o quanto era chato. Mas com o tempo vamos amadurecendo, e o que era importante, não é mais. Agora, aos 47 anos, tenho uma vaidade voltada para o meu trabalho e que não atrapalha minha vida. Sou vaidoso com limites, quero ter um corpo legal, para minha saúde e meu trabalho.

     

    Falando em vaidade, quais as principais dúvidas que a maioria dos homens tem na hora de escolher uma roupa?

    O brasileiro tem muitas dúvidas de como combinar a cor da meia com o sapato, sobre paletó e até sobre o modelo de relógio. Muitas vezes, eles erram por não terem a informação correta e completa. Sou contra falar que a pessoa está mal-vestida, acho que ela está carente de informação.

    O que o homem deve ter sempre no guarda-roupa?

    Se ele não quiser ter muitas peças, deve optar pelas lisas porque poderá usar cada uma delas diversas vezes sem que as pessoas reparem tanto quanto as estampadas – sem contar que possibilitam diversas combinações. E, claro, investir em roupas que sejam adequadas ao clima brasileiro, como as feitas com tecidos 100% algodão, que possibilitam o corpo respirar. Camisa branca, terno, blazer, costume azul-marinho, sapato marrom de amarrar, calça jeans, relógio de pulseira de couro – essas são peças atemporais e coringas do guarda-roupa masculino.

     

     

    Dicas para ser um homem de estilo

    Seja cavalheiro

    Sempre que possível, abra a porta do carro para as mulheres, puxe a cadeira para elas sentarem-se, dê preferência a elas ao andar. Pode parecer um pequeno gesto, mas é uma questão de educação, cavalheirismo e respeito.

    Invista em sapatos de amarrar marrom-café com bico arredondado

    Apesar de a maioria optar por sapatos pretos, o marrom é o coringa porque combina com quase tudo, é bonito e chique. E o de bico arredondando é mais chique e internacional do que o de bico fino.

    Compre um terno e um costume azul-marinho com corte impecável

    A maioria dos brasileiros usa ternos e costumes pretos, mas, por ser uma cor forte e escura, só deve ser usada à noite. Aconselho dar prioridade ao azul-marinho, ao cinza e, por último, ao preto. Se possível, faça sob medida.

    Não use camisas de manga curta

    Podem parecer mais propícias para o nosso clima, mas elas não são elegantes. Se estiver muito quente, dobre as mangas. Dê preferência às camisas claras e de tons pastel, e tenha sempre uma camisa de linho branca com manga comprida.

    Relógio, sempre

    Ele é tão importante para o homem quanto a bolsa para a mulher. Além de útil, dá um toque especial ao visual. E não precisa ser o mais caro ou chique!

    Moletom, por que não?

    Quando a situação pede conforto, como uma viagem longa, a dica é usar um terno ou costume feito de moletom.

    Tenha um bom par de tênis

    Sabendo que o homem é visto pelos pés, para situações mais casuais, opte por um tênis branco de couro. Com jeans ou bermuda com camisa, ele dá um ar descontraído e, ao mesmo tempo, chique ao look.

    Atenção com a bermuda

    Ela nunca deve cobrir o joelho para não achatar a silhueta.

    14 dez 2018
    0
    Comente

    Deixe seu comentário

    Youtube @alexandretaleb
    Instagram @alexandretaleb

    Copyright Alexandre Taleb Todos os direitos reservados | DESIGN MY WISHES GALLERY | PROGRAMAÇÃO WEBONFOCUS